Aniversário é ano novo.

365 passam como um filme na cabeça e é como se  conseguisse perceber e rever cenas que foram vividas o ano todo e de mais alguns lá atrás. Aprecio e percebo o quão intenso, vivo e bonito são os dias. Esse ano foi o ano mais lindo que eu já vivi. Tiveram tantas surpresas,  algumas perdas, ganhos impagáveis, lembranças e pessoas boas que convivi… Desliguei o Netflix, parei pra assistir o filme da minha vida e agradeci. A vida muda, nos muda e a gente precisa parar para perceber.

Tenho em mim uma gratidão imensa à Deus pelo privilégio de estar em constante mudança, aprendizado e realizações. Alguns frustrações me pegaram pelo caminho, mas elas me fizeram entender que a vida é como é, que não sou a primeira e nem a ultima e me frustrar, a olhar a maldade no coração do homem, a concupiscência do corpo da alma e do espirito, dos abraços mentirosos e dos olhares que machucam. Mas ao olhar para Ele sinto o Amor que me acorda todas as manhãs, tamanha Graça que desperta dentro e que me basta, é suficiente.

Me vi nos último aniversários que tive, nas noites que a “festa” acabava e eu me via na minha companhia, silenciando outras vozes pra ficar ali com as minhas notas, descrevendo que eu estava sendo naqueles tempos, o que sentia e principalmente a forma como eu olhava para o mundo. Eu era uma menina… Tão cheia de sonhos, carregando trecos na mochila, com medos escondidos no bolso e com uma esperança gigantesca de que tudo sempre ia melhorar.

E melhorou. E eu continuo assim.

Carrego comigo os aprendizados que tive com quem cresci. O cuidado da minha mãe, o olhar do meu pai – que se tornou inesquecível no dia do meu casamento quando entramos naquele fusca incrível e eles ficaram cheios d’água olhando pra mim, não precisou dizer nada pra eu conseguir ouvir todas as palavras que saiam dos seus olhos nesse dia –  o amor louco da minha irmã que dá significado  a tantas coisas pra mim até hoje. Família é a base de tudo. E a minha ficou tão maior!

Eu já sabia que o amor existia, só não sabia que ele seria tão lindo, alto, branquinho e maravilhoso como chegou e ficou. O amor  ensina a sermos melhores, todos os dias!

22 anos chegou e ainda tenho a sensação de que continuo com  coração de  menina. As vezes passa por reparos, precisa ir ao Médico, se restabelecer… Mas aprendi com o tempo que o melhor remédio é o perdão, sempre que lembro de toma-lo percebo que os sintomas de angústia, mágoa e rancor vão indo embora e logo fico boa novamente. É assim que tem que ser e isso não tem a ver com ser uma pessoa boa, mas sim com quem se ama a ponto de permitir ser curada para que a própria ferida não cause doença no outro. E pra mim é assim que a vida vale a pena, é assim que o Amor existe.

Continuo sendo a menina de 5, 10, 15 anos atrás mas agora com muitas outras responsabilidades, contas, trabalho, casa, família, amigos e etc etc etc,  mas que consegue tentar viver os dias com a mesma leveza de quando brincava de casinha e fazia de conta ter tudo isso mas que depois cansava e só queria um abraço no final do dia.

Não importa a idade que se esteja fazendo ou o próximo ano que se inicia, a gente não pode se permitir NUNCA, esquecer  da menina/o que fomos, que somos e que precisamos continuar sendo.

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Aniversário é ano novo.

  1. Pingback: Vinte e três primaveras! | Notas sobre uma vida

Comente aqui sobre essa nota ↓

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s