Caos e Cosmos que somos nós

Ultimamente tem sido mais difícil olhar para a folha em branco e ver meu universo sendo descrito em forma de notas. A bagunça foi se organizando com o passar do ano, as expectativas foram se acalmando e – definitivamente – foi um ano de muito aprendizado interno, de observação das minhas emoções, do corpo, do que me afeta e abala.

Respiração. Concentração. Equilíbrio. Domínio próprio. O yoga me ensinou a me reconectar com quem sou, com meu sagrado feminino e com muitas das minhas percepções sobre o universo e eu. E quanto mais conheço, mais vejo que pouco sei. A vida é assim, essa descoberta eterna de quem somos e do nosso papel nesse mundinho lindo que é mistura de caos e cosmos.

Esse ano passou como trem bala, cheio de aventuras, tristezas, descobertas e interiorização. Teve muito desanimo também, questionamentos e inquietações.  Sabe aquele ano TPM? Foi assim.

Esse ano foi diferente!

Ainda tem muita coisa para acontecer até acabar 2016. E como todos os dias são feitos de presentes surpresa, eu continuo aqui, com toda expectativa x sonhos x mudanças x gratidão. Embora esse período de final de ano/aniversário mexam profundamente comigo, sigo confiante. Não tem jeito, esse período é estranhamente maravilhoso, uma mistura de insatisfação e gratidão pelo que vivi, de muito trabalho e pouco retorno, de corrida contra o tempo, da vida exigindo paciência, de cheiro de festas, do que vai vir.

 

 

Anúncios

Comente aqui sobre essa nota ↓

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s