Estamos nos mudando ✈ (mas quem não está?)

A casa começa a perder a forma. Foram guardados os quadros, as fotos, os filtros, os livros. O sol agora ilumina apenas nós mesmos e os amigos queridos que a vida nos presenteia. Os gatos estão sentindo a movimentação, a energia, os sentimentos.

O último café, pés na grama e plantinhas agradecidas. Entre o misto de saudade e vontade, passado e presente se misturam aqui. Que presente viver mais de um ano nesse lugar tão abençoado. A casa que mais ficamos, a casa que meu pai nasceu e cresceu, o lar onde minha irmã nasceu, onde meus avós viveram. As mesmas portas, paredes, quintal. Que privilégio! Cada dia uma história, cada canto desse lar, uma lembrança.

Não foi fácil entrar aqui pela primeira vez depois de tantos anos. Limpar, arrumar, fazer dela um lar. Mas conseguimos, aos poucos conseguirmos. Nosso casulo, casinha do amô. ❤

Quantas pessoas passaram por aqui, tantos amigos foram revistos em encontros especiais. Novos amigos foram feitos, doamos e recebemos. Nossa história também foi escrita nas paredes daqui.

Não tem sentimento de perda, de tristeza, de luto ou de deixar algo para trás. Fica em nós apenas a gratidão profunda por tudo que recebemos nesse lugar, por cada fruta, verdura, sol, vento, sons. Nos reconectamos aqui, nosso encontro com nós mesmos, individual e coletivo, como pessoa e como casal. Valorizamos mais o ser do que o ter, a presença física do que presentes. Mudamos.

E como tem sido nos últimos anos, a mudança veio no tempo que tinha que ver, sem esperarmos muito por ela. Só aceitando todas as portas que foram sido fechadas, pacientemente, e nos preparando para as novas abertas, para o desconhecido que já dava sinais de que estava chegando.

Tem coisas que a gente sente lá dentro. Sem muita explicação. A gente sabe quando algo irá mudar, mesmo sem entender e saber como, quando ou onde.

Aquele processo de confiança extrema em que as coisas sempre dão certo, mas com os pés na realidade. E o coração? Está na mão agora, mas sempre no céu. Decidimos voar. Sair com pouco, ou quase nada. Apenas o suficiente. Não precisamos de muito. Pra que acumular tanto? A mala está cheia de boas lembranças, muitas conversas, abraços carinhosos e alegria compartilhada. 

Desapegamos.

Enquanto isso o interior foi sendo trabalhado com as experiências que nos fizeram chegar onde estamos. Nunca prontos. Porém, sempre preparados – nem que fosse na marra.

Porque a vida é assim mesmo. É passagem meu bem, é arriscar, sair do lugar. Levar luz por onde vai.
Aos amores – família, amigos, companheiros do caminho – nossa maior saudade, nossas lágrimas de alegria e gratidão por todos os encontros e desencontros, vocês são e sempre serão essenciais na nossa jornada.
O que nos espera depois da “ponte” ainda não sabemos. Mas o arco íris está lá. E a ideia do pote de ouro no final, já deu pra entender que são milagres mais invisíveis do que visíveis né? A recompensa sempre vem.

É só plantar 💚
Domingo acordou sem pressa. A cama ficou maior, o quarto mais claro. Os gatinhos nos pés, olhando pra gente garantindo que está tudo bem pra eles também, que somos uma família e que se a gente vai juntinho, vai bem.

Anúncios

Um pensamento sobre “Estamos nos mudando ✈ (mas quem não está?)

Comente aqui sobre essa nota ↓

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s